A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!

Vamos lutar pela Vida desde a fecundação até a morte natural!

Não se esqueça! A força do Mal está na fraqueza do Bem! Então vamos defender o Direito à VIDA desde a fecundação(nascituro) até a morte natural! Meus caros eleitores paulista precisamos de 300 mil assinaturas, para que estas petições sejam levadas ao Poder Público do Estado de São Paulo para que se assegure o Direito à Vida. Acesse e assine a petição: www.saopaulopelavida.com.br agora mesmo! Hoje o Estado de São Paulo! Amanhã o Brasil! Por que não depois de amanhã o mundo!?

terça-feira, 23 de março de 2010

4 Marcha pela Vida Contra o Aborto março 2010 Na Aurora de uma March for Life!!!



Do mesmo modo que uma criança tende a se desenvolver gradualmente, a 4 Marcha pela Vida contra o Aborto segue seus passos, fitando a March for Life Americana.


Está foi a impressão deixada pelos 4 mil participante contrário a descriminação do Aborto que prevê o Projeto de Lei 1135/91 e ao nefasto Programa Nacional dos Direitos Humanos (PNDH-3) assinado pelo Presidente Lula, no dia 22 de dezembro de 2009, na véspera do Natal, um plano contra a Família e a Vida.

E de se notar no slogan entoado na marcha: “1,2,3,4,5 mil, para salvar as nossas crianças nós paramos o Brasil!” a tremenda indignação a este hediondo PNDH-3.

Programa este em que a Vida humana e a Família ficam em um iminente dilema! Será que a Constituição Brasileira não cumprirá mais o seu papel em defesa da Vida Humana e da Família, célula Mater da Sociedade, aspectos estes vitais de uma constituição?

Diante desta iminência a Ação Jovem pela Terra de Santa Cruz participa mais uma vez nesta coalizão contra a matança dos inocentes, um brutal assassinato, com o perigo de se torna uma Lei iníqua.

A Ação Jovem marcou presença com sua faixa e colaboração a outras associações anti-abortistas bem como, Brasil Pela Vida e Nascer é um Direito.
Ajudando a distribuir cerca de 2.500 folhetos (Como transformar um crime em Lei) e 2.100 adesivos em apoio à marcha Contra o Aborto.

Esperamos sim que esta marcha sirva de exemplo para o resto do Brasil, oxalá que em todas as capitais ocorra concomitantemente este brado pela Vida, pela a Família e pelo nosso Brasil autenticamente Cristão!


Para conhecimento do que se trata o Programa Nacional dos Direitos Humanos (PNDH-3) aconselho ler um artigo da Revista Catolicismo edição nº 711 – março – ano 2010, como o titulo “Sob a máscara dos Direitos Humanos, uma nova religião sem Deus” de autoria do senhor Leo Daniele.


P.S.= Realizou-se, no dia 21 de março de 2010, com a participação de milhares de defensores da vida, a 4ª Marcha pela Vida contra o aborto, em São Paulo. O evento constou de uma passeata, que começou em frente à Câmara Municipal de São Paulo, e se dirigiu para a Praça da Sé, onde autoridades religiosas e civis, e representantes de algumas associações fizeram o uso da palavra. Onde a Ação Jovem marcou presença, atuando em defesa dos inocentes!

quarta-feira, 10 de março de 2010

“A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!”


Este foi o brado entoado pelos 41 participantes neste sexto Acampamento da Ação Jovem Pela Terra de Santa Cruz em prol de nossa juventude brasileira, tendo com objetivo revigorar na juventude o verdadeiro espírito que provinha da atmosfera do carnaval de outrora, um ambiente sério ao mesmo tempo estusiasmante, mas tendo como fundo a preparação para a quaresma!

Entre os dias 13, 14, 15 e 16 de fevereiro, a Ação Jovem mais uma vez promove um encontro, desta vez foi em uma fazenda Colonial do séc. XVIII localizada na cidade de Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro, que contou com a participação de 41 jovens de 5 Estados da Federação e do Distrito Federal, proveniente das mais distantes localidades, de Salvador no Nordeste, de Curitiba no Sul, de Brasília no Centro Oeste, de São Paulo no Sudeste entre muitas outras. Foram 4 dias de verdadeira formação intelectual, cultural e progresso espiritual.

A parte da manhã era dedicada às reuniões. O tema central foi à importância de entender a decadência do mundo moderno em todos os sentidos – nas leis, na cultura, nos costumes, etc. – e de tomar face diante dela, uma resolução. Uma das conferências tratou do processo de vulgarização em todos os aspectos da vida de hoje: o design dos carros, celulares, roupas, propagandas, etc., com base na doutrina da Revolução Tendencial, explicada no livro Revolução e Contra-Revolução do Prof. Plínio Corrêa de Oliveira.

Ora, como do nada, nada sai, se alguém quer lutar contra os erros do mundo moderno, deve antes ser o contrário desses erros. Assim, foram dadas duas conferências sobre a virtude da castidade e os exemplos históricos de santos e almas de escol que preferiram às vezes a morte a se entregar ao vício. De outro lado, como lutar contra a Revolução, sem devoção à Santíssima Virgem e freqüência aos Sacramentos? Eis o tema de outra conferência.



Na parte da tarde, momentos de descontração como cavalgadas e jogos também fizeram parte do programa, tendo como destaque a Caça ao Tesouro, Jogo do Bastão e o Paint Ball e no entardecer, com uma brisa agradável, os jovens se reuniam para conversas e orações em pequenos grupos. Mais à noite, áudios-visuais e teatros fizeram do fim do dia o efeito do chantilly sobre o doce. Não esquecendo de uma noite de vigília aos pés da fogueira.













Uma visita inesperada, mas muito desejada, deu a todos grande alegria: A Imagem Milagrosa de Nossa Senhora de Fátima , Peregrina Internacional, esteve na Fazenda durante uma noite. Foi recebida em cortejo com tochas, desde o portão da fazenda até a sede. À medida que passava, era saudada com fogos de artifício. Tendo sido entronizada no salão principal, cantamos todos o oficio em sua honra, e depois começou uma vigília que só terminou com sua saída ás 8 horas da manhã.
O que a todos mais impressionou foi que Nossa Senhora quis assim dar sua chancela ao Congresso, como o que dizendo: “Meus filhos, continuem, Eu os ajudarei!”

Na despedida, jogos ao estilo medieval à luz de tochas, e ao final um lauto banquete também à luz de tochas. E tudo se encerrou com um discurso, animando os jovens a lutar pelos ideais da Civilização Cristã em suas respectivas cidades, tanto contra as leis iníquas como a lei do aborto, quanto em defesa da família tradicional e da virtude da castidade.

Após o discurso, todos foram presenteados por uma belíssima estatueta de um cavaleiro cruzado, logo em seguida, uma bonita queima de fogos encerrou mais esse encontro da Ação Jovem pela Terra de Santa Cruz.

Suplico a Nossa Senhora de Fátima que derrame muitíssimas graças aqueles devotos Dela que se imolaram em ajuda este acampamento da Ação Jovem, sendo ele uma grande esperança a nossa juventude, em dias que tanto desola nosso Bom Deus e nossa Mãe Santíssima.

Jovens, até o próximo acampamento!

Em Jesus e Maria

Márcio Coutinho

Veja as fotos na: Atividas Ação Jovem