A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!

Vamos lutar pela Vida desde a fecundação até a morte natural!

Não se esqueça! A força do Mal está na fraqueza do Bem! Então vamos defender o Direito à VIDA desde a fecundação(nascituro) até a morte natural! Meus caros eleitores paulista precisamos de 300 mil assinaturas, para que estas petições sejam levadas ao Poder Público do Estado de São Paulo para que se assegure o Direito à Vida. Acesse e assine a petição: www.saopaulopelavida.com.br agora mesmo! Hoje o Estado de São Paulo! Amanhã o Brasil! Por que não depois de amanhã o mundo!?

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Acampamento Regional em Campos dos Goytacazes em prol da Juventude


Nos dias 21 e 22 de novembro último em uma fazendo colonial do norte fluminense, ocorreu um programa cultural em prol da juventude, onde tiveram presente 22 jovens oriundos das cidades de Campos dos Goytacazes e de Cardoso Moreira- RJ.
Tal iniciativa foi promovida pelo o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira juntamente com a Ação Jovem pela Terra de Santa Cruz, que propulsionou a estes jovens um final de semana onde puderam desfrutar de momentos de oração, estudos e lazer.

Em todas as manhãs havia sempre reuniões com temas variados que visavam a formação cultural, histórica e religiosa. Os jogos, como jogos de mesa, xadrez, vôlei, basquete, ping pong, jogo do bastão e outros, atraíram muito a atenção de uma geração muitas vezes afogada pela eletrônica do mundo moderno.


Num tempo onde a juventude tem como ídolos, um pseudo-heroísmo, os “super heróis”, foi possível demostrar a heroica vida do Beato Jose Sánchez del Rio, numa projeção de audiovisual, onde o jovem mártir cristero preferiu ser torturado e morto a negar o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo. Um verdadeiro modelo a seguir de católico militante onde sua alma foi forjada por valores e princípios, onde se pode bem notar no ápice deste holocausto heroicamente bradando: Viva Cristo Rei!”.


Sobre as copiosas bênçãos de Nossa Senhora se recitava os três terços à Ela, o Santo Rosário, sempre em conjunto nos três períodos do dia. Sobre a inesperada chuva torrencial, que nos impediu de acender a fogueira, já que a obra prima estava encharcada... restou cantarmos na varanda.

Para o próximo heroísmo, esperamos você jovem. Basta entrar em contato conosco, escrevendo para jovenspelobrasil@gmail.com ou se preferir acessando http://acaojovempelaterradesantacruz.blogspot.com.br/


VIVA CRISTO REI!!!

Vejam todas as fotos aqui no álbum da Ação Jovem

domingo, 29 de novembro de 2015

Educação sexual, um erro grave


Pio XI em sua Encíclica “Divini Illius Magistri” classifica a chamada "educação sexual" como erro grave e atitude reprovável

201412LogoVerdadesEsquecidas

S.S PIO XI

Muito difuso é o erro dos que, com pretensões perigosas e más palavras, promovem a chamada educação sexual, julgando erradamente poderem precaver os jovens contra os perigos da sensualidade, com meios puramente naturais, tais como uma temerária iniciação e instrução preventiva, indistintamente para todos, e até publicamente, e pior ainda, expondo-os por algum tempo às ocasiões para os acostumar, como dizem, e quase fortalecer-lhes o espírito contra aqueles perigos.
Estes erram gravemente, não querendo reconhecer a natural fragilidade humana e a lei de que fala o Apóstolo: contrária à lei do espírito (Rom 7, 23), e desprezando até a própria experiência dos fatos da qual consta que, nomeadamente nos jovens, as culpas contra os bons costumes são efeito, não tanto da ignorância intelectual, quanto e principalmente da fraqueza da vontade, exposta às ocasiões e não sustentada pelos meios da Graça.
Se consideradas todas as circunstâncias se torna necessária, em tempo oportuno, alguma instrução individual, acerca deste delicadíssimo assunto, deve, quem recebeu de Deus a missão educadora e a graça própria desse estado, tomar todas as precauções, conhecidíssimas da educação cristã tradicional, e suficientemente descritas pelo já citado Antoniano, quando diz: « Tal e tão grande é a nossa miséria e a inclinação para o mal, que muitas vezes até as coisas que se dizem para remédio dos pecados são ocasião e incitamento para o mesmo pecado. Por isso importa sumamente que um bom pai quando discorre com o filho em matéria tão lúbrica, esteja bem atento, e não desça a particularidades e aos vários modos pelos quais esta hidra infernal envenena uma tão grande parte do mundo; não seja o caso que, em vez de extinguir este fogo, o sopre ou acenda imprudentemente no coração simples e tenro da criança. Geralmente falando, enquanto perdura a infância, bastará usar daqueles remédios que juntamente com o próprio efeito, inoculam a virtude da castidade e fecham a entrada ao vício »
__________________________________________

Fonte: IPCO 27-11-2015