A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!

Vamos lutar pela Vida desde a fecundação até a morte natural!

Não se esqueça! A força do Mal está na fraqueza do Bem! Então vamos defender o Direito à VIDA desde a fecundação(nascituro) até a morte natural! Meus caros eleitores paulista precisamos de 300 mil assinaturas, para que estas petições sejam levadas ao Poder Público do Estado de São Paulo para que se assegure o Direito à Vida. Acesse e assine a petição: www.saopaulopelavida.com.br agora mesmo! Hoje o Estado de São Paulo! Amanhã o Brasil! Por que não depois de amanhã o mundo!?

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

A Fé explicada. Quem ama, conhece! E quem conhece, ama!

Nº 11
Por que estudar a Religião – XI
Na edição anterior, tratamos nesta seção dos mistérios da natureza e da religião; a seguir transcrevemos um trecho do mesmo autor* sobre a fundação da Igreja Católica.
Batismo de Jesus Cristo – Stefano dell'Arzere, séc. XVI. Oratório do Redentor de Santa Croce em Pádua, Itália

A Religião Católica é a religião fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo. Os católicos reconhecem Jesus de Nazaré, filho da Virgem Maria, como o Messias esperado por todos os povos, e O adoram como o Filho de Deus feito homem.
Jesus Cristo estabeleceu na Judéia a Religião cristã, há 20 séculos, e a fez estender por seus Apóstolos em todas as partes do globo. Realizou em sua pessoa todas as profecias do Antigo Testamento relativas a: 
1 – Origem do Messias; 
2 – Época de sua chegada; 
3 – As diversas circunstâncias de sua vida.
Jesus Cristo é, pois, o Messias, o Enviado de Deus para fundar a Religião nova que deveria suceder à religião mosaica. Ora, uma religião estabelecida por um Enviado de Deus é necessariamente uma religião divina. Logo, a Religião fundada por Jesus Cristo é divina.
Conhecemos a vida de Nosso Senhor Jesus Cristo particularmente pelos Evangelhos. Chamam-se Evangelhos os quatro livros onde se narram a vida, os milagres e as principais palavras de Jesus Cristo. São autores dos Evangelhos os Apóstolos São Mateus e São João e dois discípulos: São Marcos, discípulo de São Pedro, e São Lucas, discípulo de São Paulo. Os três primeiros evangelistas – São Mateus, São Marcos e São Lucas – escreveram seus Evangelhos do ano 40 ao ano 70 da era cristã; São João, em fins do primeiro século.
As testemunhas: os evangelistas
Os Evangelhos são os livros históricos mais autorizados, mais íntegros, mais verídicos de todos. Estamos, por conseguinte, tão certos dos milagres de Jesus Cristo como de seus ensinamentos. As testemunhas que os narram os viram, e estas testemunhas não se enganam. Suas narrações chegaram até nossos dias com toda integridade. 
A Religião católica não difere, em sua essência, da religião primitiva de nossos primeiros pais nem da religião mosaica, posto que tem os mesmos dogmas, a mesma moral e o mesmo culto essenciais.
Essas três religiões têm o mesmo autor: Deus; o mesmo fim sobrenatural para o homem: o Céu; os mesmos meios para chegar a ele: a graça. As três apóiam-se sobre o mesmo Redentor, enquanto esperado ou nascido. Jesus Cristo é sempre o fundamento da verdadeira Religião. A salvação nunca foi possível senão por Ele e por seus méritos.
___________
* Tradução de trechos do livro La Religión Demostrada, do Padre P.A. Hillaire, Editorial Difusión, Buenos Aires, 8ª edição, 1956, pp. 183-184.
Fonte: Revista Catolicismo, maio de 2010, Leitura Espiritual

Nenhum comentário: