A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!

Vamos lutar pela Vida desde a fecundação até a morte natural!

Não se esqueça! A força do Mal está na fraqueza do Bem! Então vamos defender o Direito à VIDA desde a fecundação(nascituro) até a morte natural! Meus caros eleitores paulista precisamos de 300 mil assinaturas, para que estas petições sejam levadas ao Poder Público do Estado de São Paulo para que se assegure o Direito à Vida. Acesse e assine a petição: www.saopaulopelavida.com.br agora mesmo! Hoje o Estado de São Paulo! Amanhã o Brasil! Por que não depois de amanhã o mundo!?

terça-feira, 15 de maio de 2012

A Fé explicada. Quem ama, conhece! E quem conhece, ama!


Nº 14 Ultimo

Por que estudar a Religião? — XIV

Esta matéria é a última da série em epígrafe, na qual o autor,(*) após ter mostrado que todo homem razoável deve ser católico, conclui que somente há uma Igreja verdadeira.

 
Foi a Pedro que Jesus deu as chaves do Céu, e a quem colocou
como Pastor supremo de seus cordeiros e de suas ovelhas.

Três sociedades religiosas se dizem cristãs:

a - A Igreja Católica, a mais antiga e mais difundida;

b - As igrejas grega e russa, separadas há séculos da Igreja Católica;

c - As confissões religiosas protestantes, separadas da Igreja Católica no século XVI e subdivididas em inumeráveis seitas.

Pois bem, só uma Igreja pode ser a verdadeira Igreja de Jesus Cristo, porque Ele não fundou mais que uma. Esta Igreja de Cristo é a Igreja Católica.

1ª prova - A verdadeira Igreja de Jesus Cristo é aquela na qual se encontra o legítimo sucessor de Pedro, porque foi a Pedro que Jesus deu as chaves do Céu, e a quem colocou como Pastor supremo de seus cordeiros e de suas ovelhas. E o legítimo sucessor de Pedro é o Bispo de Roma. Logo...

2ª prova - Cristo, para a conservação e difusão de sua doutrina, que é a base de toda religião, instituiu uma autoridade viva, infalível e perpétua: “Eu estarei convosco até a consumação dos séculos”. Esta autoridade viva, infalível e perpétua não pode encontrar-se senão nos sucessores de Pedro e dos Apóstolos.

3ª prova - A Igreja fundada por Jesus Cristo deve ser una, santa, católica e apostólica. Estas são as quatro notas distintivas da verdadeira Igreja. Estas notas ou sinais evidentemente traçados no Evangelho, inseridos no Símbolo dos Apóstolos e no de Nicéia, correspondem exatamente à Igreja Católica, e só a ela.

Conclusão

A Igreja Romana é, pois, a única verdadeira Igreja de Jesus Cristo, porque Cristo não fundou mais que uma Igreja, como também não ensinou mais que uma doutrina, nem instituiu mais que um chefe.

Nenhuma das sociedades religiosas separadas dela possui unidade de doutrina e de governo; nenhuma produz santos, cuja santidade seja confirmada por milagres; nenhuma se remonta até Jesus Cristo; e nenhuma tem por superiores legítimos os sucessores dos Apóstolos. Estas sociedades religiosas nem sequer têm a pretensão de possuir em seu seio o legítimo sucessor de Pedro, cabeça e centro de toda a Igreja. Por conseguinte, não são a Igreja de Jesus Cristo.

___________
* Tradução de trechos do livro La Religión Demostrada, do Padre P.A. Hillaire, Editorial Difusión, Buenos Aires, 8ª edição, 1956, pp. 525 e ss.

Fonte: Revista Catolicismo, agosto de 2010, Leitura Espiritual

Nenhum comentário: