A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!

Vamos lutar pela Vida desde a fecundação até a morte natural!

Não se esqueça! A força do Mal está na fraqueza do Bem! Então vamos defender o Direito à VIDA desde a fecundação(nascituro) até a morte natural! Meus caros eleitores paulista precisamos de 300 mil assinaturas, para que estas petições sejam levadas ao Poder Público do Estado de São Paulo para que se assegure o Direito à Vida. Acesse e assine a petição: www.saopaulopelavida.com.br agora mesmo! Hoje o Estado de São Paulo! Amanhã o Brasil! Por que não depois de amanhã o mundo!?

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Vitória! PME é aprovado definitivamente em São Paulo sem a nefasta Ideologia de Gênero


O plenário da Câmara Municipal de São Paulo aprovou, em maioria absoluta, um substitutivo em que os termos da Ideologia de Gênero não foram inseridos.

As famílias paulistanas tiveram uma grande vitória hoje em defesa do futuro moral de nossas crianças. O plenário da Câmara Municipal de São Paulo aprovou, em maioria absoluta, um substitutivo no qual os termos da Ideologia de Gênero não foram inseridos.
Todas as emendas apresentadas pela Vereadora Juliana Cardoso (PT) – que procurava reintroduzir termos como “identidade de gênero”, “nome social ” [para os LGBT, é claro], entre outros – foram reprovadas em bloco junto com outras emendas de diversos vereadores. Depois a Ver. Juliana Cardoso reclamou que a Ideologia de Gênero se tratava de “uma mentira” de grupos católicos que na época da ditadura falavam que “comunista comia criancinhas“.
Toninho Vespoli (PSOL) afirmou em seu discurso final que tem certeza que professores da rede pública irão ensinar a questão de “gênero”, mesmo que o termo não tenha sido contemplado na redação final.
Logo após o presidente do plenário ter confirmado o resultado da votação, Marcio Coutinho, representante do IPCO no local, junto com outros membros da Ação Jovem, puxou o brado: “O Brasil é… Terra de Santa Cruz!”. O estandarte do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira era facilmente observado ao lado do painel eletrônico de votação (foto acima). Alegramo-nos de ter participado desta batalha e desta vitória, junto a diversas entidades católicas beneméritas, que desde o início da tramitação estiveram mobilizadas e alertas.
O PME segue agora para aprovação do prefeito Haddad.
A campanha de envio de e-mails aos vereadores de São Paulo, que o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira promoveu, contou com 48.174 mensagens enviadas. Parabéns a todos que colaboraram.

Nenhum comentário: