A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!

Vamos lutar pela Vida desde a fecundação até a morte natural!

Não se esqueça! A força do Mal está na fraqueza do Bem! Então vamos defender o Direito à VIDA desde a fecundação(nascituro) até a morte natural! Meus caros eleitores paulista precisamos de 300 mil assinaturas, para que estas petições sejam levadas ao Poder Público do Estado de São Paulo para que se assegure o Direito à Vida. Acesse e assine a petição: www.saopaulopelavida.com.br agora mesmo! Hoje o Estado de São Paulo! Amanhã o Brasil! Por que não depois de amanhã o mundo!?

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Semana de estudos e formação católica para jovens


 
***
Ivan Rafael de Oliveira
 
 
042014Acampamento101

Pelo quinto ano consecutivo, o Instituto Plinio Corrêa de Oliveira (IPCO) e Ação Jovem pela Terra de Santa Cruz promoveu, durante os dias de carnaval, uma Semana de Estudos para jovens de todo o Brasil. O evento ocorreu numa aprazível fazenda colonial em Campos dos Goytacazes (RJ).
O tema escolhido para as conferências deste ano foram os grandes acontecimentos da História da Igreja, como a história dos mártires, a conversão de Constantino, o império de Carlos Magno, as guerras que enfrentou o Bem-aventurado Pio IX em defesa dos Estados pontifícios e a perseguição contra os católicos autênticos, desencadeada por correntes teológico-progressistas modernas. Houve também apresentações teatrais e audiovisuais sobre os erros que assolam a juventude atual e a necessidade de um espírito de luta em defesa dos princípios da civilização cristã.
042014Acampamento3

Os participantes ficaram especialmente emocionados pela recitação da Via Sacra, percorrida com espírito bem diverso do tom carnavalesco reinante em certos ambientes modernos. A decoração e os jogos medievais também contribuíram para os jovens adquirirem o espírito de respeito e sã combatividade, explanados durante as conferências.
Estiveram presentes mais de 60 jovens dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Goiás, além do Distrito Federal. Todos os menores participaram do evento com autorização dos responsáveis

Alguns depoimentos

Sérgio Miguel de Oliveira(Brasília – DF), 18 anos: Foi a primeira vez que estive num acampamento deste porte. Gostei muito, foi um programa realmente católico! As reuniões me chamaram muito a atenção, especialmente a que tratou dos mártires. Ela expôs bem como eles amavam Nosso Senhor e a Fé católica.  Sérgio Miguel de Oliveira (Brasília – DF), 18 anos:
Foi a primeira vez que estive num acampamento deste porte.
Gostei muito, foi um programa realmente católico! As reuniões me chamaram muito a atenção, especialmente a que tratou dos mártires. Ela expôs bem como eles amavam Nosso Senhor e a Fé católica.  
***
042014Acampamento61Antonio Mauricio Lanza de Sá e Mello (Lavras – MG), 14 anos:
Todo o acampamento foi bastante interessante.
Mas o que gostei mais foi a Via Sacra, rezada com uma solenidade que nunca tinha visto antes.
Muito diferente do carnaval que se tem aí fora!
***
042014Acampamento8Fernando Bianchi (Campos – RJ), 15anos:
Tive a oportunidade de conhecer novas pessoas.
As reuniões trataram de temas que realmente mereciam ser conhecidos, e fatos que eu realmente não imaginava que tivessem existido.

***
042014Acampamento5Vinicius Feitosa (Rio de Janeiro – RJ), 23 anos:
Achei tudo ótimo.
Especialmente a Via Sacra, muito bonita e bem preparada.
As reuniões foram bem feitas, de profundo conteúdo doutrinário e com ótimos palestrantes.

***
042014Acampamento9Gabriel Takegame (São Paulo – SP), 14 anos:
Gostei muito da reunião sobre Constantino.
Deus fez um grande milagre, uma cruz apareceu no céu para a conversão desse imperador e terminar assim o período de perseguição contra os cristãos.

***
042014Acampamento71Edson Matheus de Souza (Curitiba – PR), 15 anos:
Assim que chegamos houve uma recepção toda em estilo medieval, com bandeiras e tochas.
Chamou-me a atenção o respeito que um tem para com o outro.
É um lugar que santifica as pessoas. Espero poder voltar mais vezes.

Fonte: IPCO, junho de 2014.

Nenhum comentário: