A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o heroísmo!

Vamos lutar pela Vida desde a fecundação até a morte natural!

Não se esqueça! A força do Mal está na fraqueza do Bem! Então vamos defender o Direito à VIDA desde a fecundação(nascituro) até a morte natural! Meus caros eleitores paulista precisamos de 300 mil assinaturas, para que estas petições sejam levadas ao Poder Público do Estado de São Paulo para que se assegure o Direito à Vida. Acesse e assine a petição: www.saopaulopelavida.com.br agora mesmo! Hoje o Estado de São Paulo! Amanhã o Brasil! Por que não depois de amanhã o mundo!?

segunda-feira, 28 de março de 2011

8º Acampamento da Ação Jovem em prol da Juventude!



Enquanto grande parte do Brasil se chafurda no lamaçal de imoralidade do Carnaval, 46 jovens reuniram-se para uma semana de estudos, oração e lazer, no 8º Acampamento da Ação Jovem pela Terra de Santa Cruz, entre os dias 4 e 8 de março, numa fazenda colonial de Campos, no Norte Fluminense. Eles eram provenientes dos estados: Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo.




O leitmotiv deste acampamento foi o Brasil, sua história e sua vocação. As palestras versaram sobre temas como D.Vital, a expulsão dos protestantes holandeses, Guerra de Canudos, Plínio Corrêa de Oliveira e sua obra, etc. Complementando o aspecto político-social, ainda uma reunião sobre um tema fundamental: devoção a Nossa Senhora, virtude e oração.




Para ilustrar a teoria, sobre o Brasil profundo, os jovens visitaram uma casa senhorial que pertenceu ao Visconde de Araruama, na cidade vizinha de Quissamã, e onde estiveram D.Pedro II, Princesa Isabel e outras grandes personalidades. O tônus aristocrático do Brasil foi bastante sentido.




Nesse mesmo dia assistiram missa na igreja, Imaculado Coração de Maria, em Cardoso Moreira, RJ, celebrada pelo Revmo. Pe. David Francisquini no rito tradicional, São Pio V, que com muito gosto ministrou também o sacramento da penitência.





Nos dias decorrentes houve jogos diversos, proporcionando sadio lazer. Todas as noites tinham programas mais leves, como teatros e projeções audiovisuais, ajudavam a sedimentar os ensinamentos do dia.









Como de costume, houve a recitação do Terço e o Ofício em honra a Nossa Senhora.










Para fechar em grande estilo, tiveram-se os tradicionais jogos e banquete medievais. Como lembrança do evento, os jovens receberam uma imagem de N.Sra. das Graças e o livro “O Idealismo”, com excertos do pensamento de Plínio Corrêa de Oliveira.



Os organizadores agradecem primeiramente a Nossa Senhora por tão abençoado e bem-sucedido acampamento da Ação Jovem, e também ao grande número de amigos que deram sua generosa contribuição para ser possível tal apostolado com a nossa juventude.



Nenhum comentário: